Um museu vivo e interativo para a língua portuguesa

‘Menas’ foi uma exposição multimídia dentre as mais destacadas
realizadas pelo Museu da Língua Portuguesa.

Em parte da Estação da Luz, prédio que é um marco arquitetônico e emblemático do tempo em que os trens imperavam como principal meio de transporte no país, está instalado o Museu da Língua Portuguesa, justamente na cidade que concentra a maior aglomeração de falantes do idioma no mundo, em São Paulo, no Brasil –  por volta de 11 milhões.

 

algumas tomadas da Estação da Luz

Criação recente, surgido em 2006, passou a irradiar novas luzes sobre o conceito de museu, mediante o uso de tecnologias de ponta, de recursos interativos e de mídias variadas, que além de valorizarem o legado da língua escrita, primam por festejar a oralidade do idioma, com exposições multimídias aliando a palavra ou o verbo ao universo das artes visuais e audiovisuais.

O museu destina-se a revelar a língua como elemento fundador da cultura, mostrando suas origens, história e influências, a aproximar os usuários da língua enquanto “proprietários” do idioma e seu agente modificador, e a valorizar a diversidade da cultura brasileira. O museu promove também o intercâmbio entre os países que empregam o português, realiza cursos, palestras e seminários sobre o uso do idioma e estudos em linguística, parte deles dedicado a temas que transcendem fronteiras.

Em sua página na web, a par de conhecer como se pode visitá-lo e aproveitá-lo, elegendo exposições temporárias dentro de sua programação, há um ótimo noticiário sobre o que acontece na instituição, e sobre fatos e personalidades marcantes do universo da língua.

Na seção Textos, há uma importante coletânea de estudos que tratam desde análise do discurso, linguística textual, problemática do ensino da língua como idioma materno e não-materno, discussão das técnicas redacionais de correlação entre orações por coordenação e subordinação, investigação sobre como nascem e morrem as línguas e sobre famílias linguísticas, a origem de nossa língua, sua estrutura, comparação entre o português da América e o de Portugal com outras línguas, reflexões sobre como estudar e aprender o idioma, a validade dos conceitos de certo e errado no emprego do idioma, o valor da variação linguística, até a tentativa de explicitar o que significaria uma política linguística para o português. Assinando os textos desfilam nomes de estudiosos gabaritados, a exemplo de Ataliba T. de Castilho, Mary A. Kato, Rosa Virgínia Mattos e Silva e Rodolfo Ilari.

 

Saiba mais sobre como foi Menas, uma da mais instigantes exposições do Museu da Língua Portuguesa, a partir de um vídeo da revista Nova Escola pelo YouTube:

Encontre mais links dentre os melhores sobre o idioma no site da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

Be Sociable, Share!

0 Responses to “Um museu vivo e interativo para a língua portuguesa”


  • No Comments

Leave a Reply


TransPortuguese em Facebook

Acompanhe nosso blog

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner